Blog Roxo por Belford Roxo

Archive for julho 20th, 2009

Gogó da EmaRafael da Silva, o Tizil, suspeito de matar o cabo do 39º BPM (Belford Roxo) Maurício Manoel Maia, foi preso nesta segunda-feira por policiais do 21º BPM (São João de Meriti).

O suspeito nega participação no crime, mas por conta do reconhecimento feito por Saulo e pelo cabo Bruno, que afirmou que Tizil é bandido na região, o sujeito teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela 1ª Vara Criminal de Belford Roxo. De acordo com relatos, a PM recebeu denúncia anônima informando o endereço do suspeito e ele foi detido na porta de casa, no alto do morro, dominado pela ADA. Na delegacia, Tizil negou participação no tráfico de drogas e disse que soube da morte do PM, mas não tem nada com isso.

A polícia tem informações de que os bandidos da ADA comemoraram a morte de Maia com uma festa ao som de funk no Morro da Quitanda, em Costa Barros, uma das áreas da Zona Norte do Rio dominada pela facção.

Com a prisão de Tizil, a Polícia Civil tem 30 dias, prorrogáveis por mais 30, para provar a participação do suspeito no assassinato do policial.

Fonte: O Dia, Jornal Hora H.

Artigos relacionados: Tiroteio no Gogó da Ema mata um policial e fere outro, Polícia faz operação no Gogó da Ema, Policial preso após denúncia de agressão a adolescente no Gogó da Ema, Atitude de comandante da PM no Gogó da Ema divide opiniões, Policial morto em tiroteio no Gogó da Ema foi sepultado nesta sexta-feira, Família de menino agredido por PM sai do Gogó da Ema por medo.

Anúncios

LPs“O disco de vinil vai bombar no Brasil”. A previsão é de João Augusto, novo dono da Polysom, a única fábrica de LPs da América Latina. Localizada em Andrade Araújo, em Belford Roxo, a fábrica ficou desativada até ser comprada pelo presidente da gravadora Deckdisc, no início deste ano. Prestes a voltar a funcionar, a empresa não tem vínculos exclusivos com a gravadora e deve produzir 40 mil peças por mês, segundo ele contou ao G1.

“A Polysom é uma companhia inteiramente independente, que vai atender a todas as gravadoras. A Deckdisc vai ser tão cliente dela quanto as outras gravadoras e os artistas independentes. Há uma gama muito grande de independentes que tem essa demanda por vinil”, afirma João Augusto.

A data da conclusão da reforma, que começou em maio, depende de diversos fatores, mas a Polysom deve reabrir suas portas “ainda este ano, com certeza”. De acordo com João, a capacidade de produção será de 40 mil discos por mês. “Isso só no começo, depois pode aumentar. Acredito numa demanda alta porque já tem muitos interessados.”

Como não se fabrica mais maquinário para prensar discos de vinil, todo o equipamento da Polysom é reaproveitado. “Tudo está sendo recuperado, desde a mesa de corte até as prensas. A gente desmonta e troca várias peças, mas a carcaça é a mesma de décadas atrás.”

A Polysom vai vender o produto semi-acabado. As gravadoras vão colocar a capa, embalar e vender. O preço final também vai depender delas. “No que diz respeito ao custo de fabricação do vinil aqui, estou tentando fazer com que o preço seja duas vezes e meia menor do que lá fora”, diz o novo dono da Polysom. “Vou conseguir fazer aqui um produto muito mais barato do que o que vem de fora. O problema do Brasil é que as taxas são muito altas.”

Nos Estados Unidos, as vendas de discos de vinil aumentaram 50% em relação ao ano passado, de acordo com dados divulgados pela Soundscan. Segundo a empresa, a estimativa é que sejam vendidos 2,8 milhões de LPs no país até o final do ano – esta é a marca mais alta desde que a Soundscan passou a acompanhar o setor, em 1991.

Fonte: G1.


julho 2009
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Atualizações Twitter

Mais um blog?

A idéia deste blog é concentrar notícias, informações úteis e curiosidades sobre a cidade de Belford Roxo publicadas na Web. Saúde pública, segurança, desenvolvimento, educação, concursos, cultura, política, esportes e muito mais.
Anúncios