Blog Roxo por Belford Roxo

Posts Tagged ‘prata

Belford RoxoSegue reportagem publicada no jornal de bairros de O Globo sobre as carências que Belford Roxo guarda mesmo após 20 anos de emancipação:

“Em 2010, a cidade de Belford Roxo completa 20 anos de emancipação. Na época, a população comemorou a decisão. Todavia, não há muito o que comemorar devido ao abandono do município. Não existe até hoje maternidade pública ou hospital de grande porte; faltam instituições educacionais como Cefet, Pedro II, escola técnica da Faetec, colégios de aplicação e universidades públicas como Uerj, UFF, UFRJ, Unirio e Rural; não há linhas de ônibus para lugares como Castelo, Praça XV, Zona Sul, Campo Grande, Tijuca, Niterói ou Ilha; faltam postos do Procon a fim de melhor atender a população; não há museu, teatros ou cinema populares; não há cabines policiais em praças como Lote XV, Prata, Xavante, Areia Branca e Heliópolis; e há bairros inteiros sem saneamento como Itaipú, Saramandaia, Xavante, São Francisco e Roseiral. Pedimos ao Congresso, à Alerj, à Câmara de Vereadores e a órgãos como Ministério Público e Defensoria Pública, que ajudem os cidadãos de Belford Roxo.”

Embora já existam polos de ensino profissionalizante da FAETEC e de ensino universitário do CEDERJ, o acesso à educação realmente ainda é muito precário em Belford Roxo, bem como o acesso a saúde, transporte, lazer e, principalmente, saneamento. Infelizmente, essa situação ainda não motiva os governantes que entram na cidade a mudar a política de só varrer as ruas e passar uma tinta nos postes com as cores do governo.

Fonte: O Globo.

Anúncios

Nova gripeRogério Coutinho, repórter do RJTV, foi hoje a Belford Roxo, onde, dos 50 mil estudantes, poucos foram às aulas até agora. As aulas voltaram desde a última segunda na rede municipal.

Hoje, no CIEP Constantino Reis, em São Bernardo, apenas um aluno compareceu. A maior movimentação mesmo foi de funcionários. No Colégio Municipal Manoel Gomes, também em São Bernardo, dos mais de mil alunos, nenhum deles apareceu esta semana. No Colégio Jorge Aires de Lima, no Parque São José, dos 1.400 alunos, apenas metade foi à aula hoje.

Um menino diz o que os alunos fazem para se protegerem da gripe suína. “Sabãozinho, álcool, lava a mão, vai ao banheiro, depois passa o sabão. Quando quero beber água, pego o copinho, bebo e jogo no lixo”, diz o menino Gleison Pereira, de 10 anos.

“Criança tossindo não entra, criança gripada não entra. Professora grávida não entra. Vamos oferecer o serviço. Se a mãe ou o pai mandarem a criança, nós estamos de braços abertos”, diz o secretário de educação de Belford Roxo, William Campos.

O RJTV conversou com Maria Célia Vasconcelos, a secretária de saúde de Belford Roxo:

RJTV – Quantos foram os casos de gripe suína em Belford Roxo?

Maria Célia – Temos 36 notificações. Dessas 36, cinco descartadas pela Fiocruz e um óbito que não foi em nosso município, embora tenha sido de um morador daqui.

RJTV – A arma da secretaria para combater o avanço da doença em Belford Roxo é a informação?

Maria Célia – A informação é fundamental porque é uma disseminação feita através de hábitos higiênicos, de cuidados básicos de limpeza e na residência. Então nós desenvolvemos esse trabalho nas nossas unidades, na educação, principalmente, e na cidade inteira, estimulando que as pessoas nos comunicassem, que ficassem em suas residências e não fossem ao trabalho. O prefeito inclusive orientou agora todas as grávidas que são servidoras a permanecerem em casa até 31 de agosto.

RJTV – O morador de Belford Roxo que tiver alguma dúvida em relação à doença, como ele faz?

Maria Célia – Nós estamos de segunda a sexta o dia inteiro na secretaria de Saúde, que fica em cima da clínica da Prata na Avenida José Mariano Passos, 948, no bairro da Prata. Todo mundo conhecia esse lugar antigamente como o PAN do INAMPS. Estamos lá, temos material informativo e iremos a qualquer lugar que for necessário.

Fonte: RJTV.

Encontre imóveis de todos os preços em Heliópolis, Piam, Centro, Lote XV, Andrade Araújo, Prata, Areia Branca, Santa Amélia, Jardim Redentor, Bom Pastor, São Vicente, Sargento Roncalli, Vale do Ipê e em qualquer outro bairro de Belford Roxo. Apartamentos, casas ou terrenos. Residenciais e comerciais. Para comprar ou alugar.

Confira as ofertas nesses sites:

Imóveiszap imóveis

balcão.com

OLX

ibiubi

vivastreet

trovit

mundo brasil

Protesto de servidoresCerca de cinquenta servidores públicos da Prefeitura de Belford Roxo realizaram na tarde de ontem um protesto contra a decisão da Câmara dos Vereadores da cidade que revogou, no último dia 9, a lei que garantia aos funcionários ligados as categorias de pintores, mecânicos, eletricistas, motoristas, gari, braças, bombeiros hidráulicos, rastilheiro e pedreiro a gratificação dada pela Prefeitura de 20% (garis e braças) e 30% (demais profissões). Ao todo 13 vereadores, denominados pelos manifestantes como “grupo dos 13”, votaram a favor da abolição do bônus e cinco contra.

De acordo com os manifestantes a gratificação estava sendo creditada no contracheque de 600 servidores há dois meses. “Tiraram de nós um benefício garantido por lei. Nós já ganhamos um salário mínimo que não dá para nada, e quando acreditávamos que as coisas estavam melhorando, eles vêm e tiram. Para eles pode até ser pouco, mas esse “dinheirinho” a mais estava ajudando nas compras de casa e na passagem, já que o vale transporte que recebemos também é baixo (R$ 52)”, lamenta o gari Jorge Raimundo, de 31 anos.

Durante o protesto, que seguiu pela Avenida José Mariano dos Passos, na Prata, até a Câmara de Vereadores, no Centro, o presidente da Casa, Wagner dos Santos Carneiro, o Waguinho (PRTB), se reuniu com os manifestantes para esclarecer o assunto. Segundo ele, a anulação da lei foi feita para que a Casa pudesse aprovar um novo projeto que beneficiasse os servidores da Prefeitura que ganham até R$ 2 mil. “O Poder Legislativo fez isso para acabar com a farra do dinheiro público que beneficiava funcionários de alto escalão da prefeitura, gente que ganhava acima de R$ 5 mil e ainda era beneficiado com a gratificação. Agora somente os trabalhadores que ganham até R$ 2 mil terão o direito legal de ganhar bônus que poderá chegar até 100%. Na verdade nada mudou, se a lei for novamente aprovada pelo prefeito Alcides Rolim, no próximo mês, eles continuarão a receber o benefício”, afirma Waguinho. A votação da nova lei foi feita ontem durante uma sessão pública na Câmara. Agora o projeto será enviado ao prefeito que poderá acatar ou não a decisão.

Desde o início deste mês, por determinação do Governo Municipal, a folha de pagamento do município, que chegava a mais de R$ 15 milhões, está sendo “enxugada”. Com isso diversos funcionários públicos, de várias secretarias, estão tendo seus salários reduzidos. A informação não foi oficialmente confirmada, mas segundo alguns servidores, os cortes estão sendo feitos apenas em servidores que ganham abaixo de R$ 5 mil, já os que ganham acima desse valor não estão sendo afetados. A Prefeitura, através de sua assessoria de imprensa, também não confirmou a denúncia.

Fonte: Jornal de Hoje.

Prefeitura de Belford RoxoSeis construções que estavam sem licença da Prefeitura de Belford Roxo foram interditadas ontem por fiscais e técnicos da Secretaria de Habitação e Urbanismo. De acordo com o secretário Gilvan Medeiros, há pelo menos 40 mil imóveis construídos irregularmente. Ele salientou que o prefeito Alcides Rolim quer uma cidade legal em todos os aspectos. O secretário explicou que é simples legalizar uma construção, ou reforma de um imóvel. “Todo cidadão que está construindo deve procurar a Prefeitura para pedir a licença de autorização. Sem este documento a obra não pode nem iniciar. É importante frisar que toda obra que estiver irregular será embargada até que o proprietário regularize a situação. Para legalizar um imóvel na Prefeitura é rápido e não custa caro. Não vamos abrir mão de manter a ordem e, se for necessário, vamos começar a aplicar pesadas multas”, disse Gilvan.

Para legalizar uma obra na Secretaria de Habitação e Urbanismo é necessário entrar com um processo no setor de protocolo da Prefeitura, que funciona na Rua Floripes Rocha, 378, sala 4, no Centro. A taxa de abertura custa R$ 10,61 e pode ser paga em qualquer agência bancária e casas lotéricas.

Após abrir o processo no protocolo, o proprietário deve se dirigir à Secretaria de Habitação e Urbanismo (Rua Manicoré, 125, São Bernardo, telefone 2103-6956) com os seguintes documentos: escritura do imóvel, identidade, CPF, planta do imóvel e a ART (súmula de um contrato firmado entre o profissional e o cliente para a execução de um serviço que fica registrado no Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia).

O prefeito Alcides Rolim ressaltou a importância do trabalho da secretaria. “A população precisa entender que qualquer interdição que for realizada, visa a segurança e o bem estar do nosso povo. Belford Roxo está entrando em uma nova era, uma era de legalidade e de prosperidade, todos precisam cumprir a lei, para que o bem comum seja prioridade.Nós estamos atento a tudo que está acontecendo no nosso município, por isso pedimos ao belforroxense que quiser construir ou reformar, solicite antes uma autorização a prefeitura, é simples, rápido e custa muito pouco”.

A primeira obra visitada foi a de um prédio comercial na Avenida José Mariano dos Passos, 1.427, na Prata. Na fachada da construção não havia nenhuma placa de licença concedida pela Prefeitura com as devidas especificações técnicas. Os fiscais interditaram a obra até que os responsáveis regularizem a situação.

Fonte: Jornal Hora H.

Artigo relacionado: Obra sem placa oficial da prefeitura será considerada irregular em Belford Roxo


novembro 2017
D S T Q Q S S
« out    
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930  

Atualizações Twitter

Mais um blog?

A idéia deste blog é concentrar notícias, informações úteis e curiosidades sobre a cidade de Belford Roxo publicadas na Web. Saúde pública, segurança, desenvolvimento, educação, concursos, cultura, política, esportes e muito mais.